Chamadas 2018 - Edições especiais e fluxo contínuo

 

 

V. 2, N. 1 - EDIÇÃO ESPECIAL

BERTOLT BRECHT - 120 ANOS DE NASCIMENTO

 

Para esta edição, estaremos recebendo trabalhos que versem sobre a obra de Bertolt Brecht (1898-1956), especialmente sobre a dramaturgia ou estabelecendo contatos entre sua dramaturgia e poesia, escritos teóricos, experiência teatral e cinematográfica, entre outras. Como o principal escritor, representante e teórico do teatro épico (ou teatro dialético), Brecht deixou um imenso legado cultural e político para a forma de se escrever e encenar que é até hoje celebrado e criticado, e com o qual muitos(as) dramaturgos(as) e encenadores(as) dialogam em suas criações. Esta edição especial pretende, portanto, homenagear a força e a vitalidade da obra do dramaturgo alemão na comemoração aos seus 120 anos de nascimento. Especificamente para a seção Resenhas, convidamos autores(as) a escrever sobre os recém-lançados Atualidade/utilidade do trabalho de Brecht, de Agenor Bevilaqua Sobrinho (São Paulo: Cia. Fagulha, 2017), Conversas de refugiados, de Bertolt Brecht (Tradução, posfácio e notas de Tércio Redondo - São Paulo: Editora 34, 2017), Ensaios sobre Brecht, de Walter Benjamin (Tradução de Claudia Abeling - São Paulo: Boitempo, 2017), entre outros.

Prazo para envio: 31 de maio de 2018.

 

V. 2, N. 2 - EDIÇÃO ESPECIAL

MAIO DE 1968 - PRECEDENTES E CONSEQUÊNCIAS PARA A DRAMATURGIA E O TEATRO

 

Os trabalhos submetidos para esta edição devem refletir sobre o Movimento de Maio de 1968, que tem precedentes importantes entre os quais se destacam os movimentos de organização dos trabalhadores após a II Guerra Mundial, a vitória da Revolução Cubana em 1959, a crescente descolonização dos impérios britânico e francês, os protestos contra a Guerra do Vietnã, a organização e luta crescente das chamadas minorias, etc. Em 1968, a luta dos estudantes contra o governo conservador gaullista e a dos trabalhadores, através da maior greve geral da história, por melhores condições de trabalho e salário, tornou-se um dos maiores eventos do século XX. Suas consequências, na França e no mundo, são até hoje amplamente debatidas pelo seu legado político, social, artístico e cultural. Nesse mesmo ano no Brasil, então sob regime ditatorial, o Ato Inconstitucional nº. 5 estabeleceu censura prévia contra a imprensa e os meios de comunicação, trazendo sérias repercussões para o teatro. Esta edição especial reunirá trabalhos que reflitam sobre os antecedentes e/ou desdobramentos do Maio de 1968, em suas relações com a forma de se pensar e escrever dramaturgia, assim como as relações da dramaturgia marcada por este evento histórico com outros gêneros literários, outras artes e mídias.

Prazo para envio: 31 de maio de 2018.

 

FLUXO CONTÍNUO DE RECEBIMENTO DE TEXTOS

 

Para quem quiser submeter um texto que não se enquadre nos temas anteriormente citados, é possível fazê-lo a qualquer tempo, pois a plataforma aceita a submissão de textos em fluxo contínuo. Os textos que não se refiram a um dos temas poderão ser publicados em número à parte de temática livre ou no número temático, em seção de temática livre.

Para publicação em 2018, serão considerados os textos submetidos até 31 ago. 2018.

 

INFORMAÇÕES GERAIS

 

Seções da revista: Artigos, Relatos, Ensaios, Resenhas, Entrevistas, Traduções e Peças curtas, e trabalha com a política de avaliação anônima por pares para qualquer texto submetido.

 

Diretrizes para envio de trabalhos:

http://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/dramaturgiaemfoco/about/submissions#onlineSubmissions

 

Máximo de 3 autores(as) por texto. Ao menos um(a) autor(a) deve ser mestrando(a), mestre(a), doutorando(a), doutor(a) ou docente vinculado(a) a um ou mais programas de pós-graduação.

 

Contato: revistadramaturgiaemfoco@gmail.com

 



ISSN: 2594-7796