EXTRAMUROS - Revista de Extensão da Univasf, Vol. 5, No 2 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Caracterização e interações em agroeocossistemas da comunidade Vila Nova-PE

José Américo Leite, Jorge Luiz Schirmer de Mattos

Resumo


As dificuldades advindas das constantes estiagens obrigou os agricultores de Vila Nova construírem estratégias de cultivo e criação sob uma lógica que exige interação e equilíbrio entre as atividades. Desse modo, lançou-se mão da metodologia de estudo de caso, com o objetivo de se fazer uma caracterização e tipificação de oito agroecossistemas representativos da comunidade. Conclui-se que existe uma semelhança efetiva entre os diversos subsistemas e agroecossitemas das famílias envolvidas no estudo, apenas variando no tocante a composição das mesmas, intensidade na integração, tipo de criatórios e presença ou não do roçado. Em geral são agroecossistemas típicos da região sequeiro do Sertão do São Francisco: família + roçado + criatório + pastagem + caatinga. A partir de uma análise mais detalhada dos fluxos e interações de um dos agroecossistemas percebeu-se a necessidade de incorporação de algumas práticas sustentáveis para otimizar as interações e buscar um maior equilíbrio entre os subsistemas.