EXTRAMUROS - Revista de Extensão da Univasf, Vol. 4, No 2 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL EM ÁREAS DE REFORMA AGRÁRIA: TIPO IDEAL ENQUANTO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO, PLANEJAMENTO E INTERVENÇÃO SOCIAL

Helder Ribeiro Freitas, France Maria Gontijo Coelho, Ivo Jucksch, José Roberto Pereira, Elpídio Inácio Fernandes Filho

Resumo


A partir da síntese e análise do processo de constituição do assentamento Primeiro de Junho - Tumiritinga - MG, foi possível avaliar sua sustentabilidade por meio da elaboração de “Tipos Ideais” enquanto recurso de analítica metódica que instrumentaliza a compreensão de fenômenos socioambientais complexos. Acredita-se ser essa uma estratégia metodológica que tenha aplicação junto aos processos de monitoramento, avaliação em propostas de desenvolvimento sustentável em assentamentos rurais. A este modelo teórico-conceitual, aqui instrumentalizado através da “Análise Comparativa de Potencialidades e Limitações” possibilitou-se a construção de categorias de sustentabilidade para os grupos sociais identificados no assentamento Primeiro de Junho. Essa apropriação teórico-operacional e analítica na avaliação da sustentabilidade socioambiental de assentamentos rurais constituiu-se numa perspectiva metodológica promissora. Para isso, faz-se necessário elaborar modelos flexíveis e categorias analíticas que realmente representem a dinâmica de articulação organizativa e de valores dos grupos sociais envolvidos na análise, bem como os fatores condicionantes de sustentabilidade.


Texto Completo: PDF