INTERFACES ENTRE ACADEMIAS DE CAPOEIRA E AS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS

  • Ronaldo Alves de Oliveira UNEB
  • Marlúcia Ribeiro Sobrinho UPE
  • Antenor Rita Gomes UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB
Palavras-chave: Resistência, Prática Pedagógica., Capoeira., Educação

Resumo

O presente artigo tem como intuito principal, discutir as bases históricas e ideológicas que fundamentam as Interfaces Pedagógicas entre as Academias de Capoeira: Associação Capoeira Regional de Caém, Associação de Capoeira Raízes e Negro do Engenho e o Colégio Municipal Padre Alfredo Haasler situados no Município de Caém na Bahia, a partir da análise do processo de relações das academias e o contexto escolar, suas contribuições, perspectivas e possibilidades trazendo reflexões sobre o multiculturalismo dentro do espaço escolar. Para isso foram utilizados instrumentos de coletas de dados como: as entrevistas com dois professores do supracitado colégio e três alunos membros das academias e alunos da escola e a análise documental do Projeto Político Pedagógico da instituição, fazendo uma análise do processo histórico da capoeira elemento da cultura afro e suas contribuições seguido de uma discussão sobre as suas potencialidades considerando um possível diálogo com a escola

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ronaldo Alves de Oliveira, UNEB

Mestrando em Educação e Diversidade – UNEB

Marlúcia Ribeiro Sobrinho, UPE

Mestra em Educação - UPE

Antenor Rita Gomes, UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB

Doutor em Educação. Professor da UNEB

Mestrado em Educação e Diversidade - UNEB

Publicado
2019-04-29
Como Citar
Oliveira, R. A. de, Sobrinho, M. R., & Gomes, A. R. (2019). INTERFACES ENTRE ACADEMIAS DE CAPOEIRA E AS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS. Revista De Educação Da Universidade Federal Do Vale Do São Francisco, 9(19), 26-46. Recuperado de http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/101
Seção
Artigos