SUBJETIVIDADE E MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA

REPOSICIONANDO O SUJEITO EM SITUAÇÃO DE DEFICIÊNCIA INTELECTUAL PARA A APROPRIAÇÃO DA LEITURA E DA ESCRITA

  • Dra. Silvia Roberta da Mota Rocha
  • Ph.D. Rita Vieira de Figueiredo
  • Ph.D. Jean-Robert Poulin
Palavras-chave: Deficiência intelectual, Mediação pedagógica, Leitura e escrita, Subjetividade

Resumo

Analisamos a mediação pedagógica em leitura e escrita na produção de subjetividades de alunos com deficiência intelectual por meio de uma pesquisa sociocultural. Objetivamos compreender o papel da mediação pedagógica no processo de ressignificação da subjetividade fundamentada na identidade de dominação em prol daquela baseada na identidade de resistência/projetos, pelo reposicionamento destes alunos na relação pedagógica quando se constroem sujeitos ativos. A pesquisa foi desenvolvida por meio da observação participante de sessões de leitura/escrita e da análise de fichas avaliativas destas sessões realizadas com 20 alunos, sendo 12 sujeitos focais. Neste artigo ressaltamos os dados de um sujeito representativo deste grupo. São analisados os procedimentos de mediação construídos na atividade letrada Leitura Compartilhada de Histórias focalizando os aspectos funcionais do desenvolvimento cognitivo referente à apropriação da leitura/da escrita. Os resultados indicam a afirmação deste sujeito pela negação da leitura/escrita na relação pedagógica; a sua conformação com o ganho secundário da deficiência pela dependência extrema do outro; e a internalização da representação inferiorizada produzida pela ideologia da deficiência/normalidade. Demonstram ainda, ao término do estudo, avanços deste aluno nos processos de alfabetização e de letramento, encontrando-se em etapa final do processo de aquisição da escrita, aspecto que, juntamente com a exitosa mediação, foram impulsionadores do reposicionamento do sujeito e da produção da subjetividade baseada na identidade de resistência/projetos, muito embora ainda persistam atitudes de resistência. Concluímos sugerindo a construção de relações pedagógicas resilientes pela articulação de procedimentos de mediação pertinentes ao letramento, à construção da subjetivação e à ressignificação de subjetividades, bem como à valorização da metacognição situada na atividade social.

Biografia do Autor

Dra. Silvia Roberta da Mota Rocha

Professora associada da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Ph.D. Rita Vieira de Figueiredo

Professora titular colaboradora da Universidade Federal do Ceará

Ph.D. Jean-Robert Poulin

Professor titular colaborador da Université du Quebec a Chicoutimi

Publicado
2018-09-08
Como Citar
da Mota Rocha, D. S. R., de Figueiredo, P. R. V., & Poulin, P. J.-R. (2018). SUBJETIVIDADE E MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA. Revista De Educação Do Vale Do São Francisco, 8(15). Recuperado de http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/169
Seção
Artigos