AS INFLUÊNCIAS DIGITAIS NA (DE)FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS NO SÉCULO XXI.

  • Renata Augusta Bollis UNIMEP
Palavras-chave: Mídias digitais; Infância alienada; Pesquisa em Educação

Resumo

As mídias digitais contemporâneas  dominam a vida das crianças em seu cotidiano, as influencia, incutindo  o consumismo. Ocorre que a Indústria Cultural planeja seus conteúdos almejando as crianças e adolescentes como seu público alvo mais relevante, pois são os mais vulneráveis. Consequentemente, destina seus produtos ao consumo em massa, tornando-se tudo um negócio voltado ao lucro.  Neste trabalho usaremos o termo indústria cultural, que foi proposto por Adorno e Horkheimer, no livro Dialética do Esclarecimento, e publicada em 1947. Por fim, apresentamos a nossa pesquisa de campo com 25 crianças entre 6 a 11 anos, e com base na Teoria Crítica e na Psicanálise avaliamos as entrevistas. Os apontamentos também com margem na Teoria Crítica,  analisando o reflexo e impacto que a Indústria Cultural alude sobre elas. Entendemos que pesquisar acerca dessas influências das mídias eletrônicas sobre a formação da subjetividade infantil, é relevante para a área da Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-10
Como Citar
Bollis, R. A. (2019). AS INFLUÊNCIAS DIGITAIS NA (DE)FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS NO SÉCULO XXI. Revista De Educação Da Universidade Federal Do Vale Do São Francisco, 9(18), 26-52. Recuperado de http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/173
Seção
Artigos