DIVERSIDADE DE GÊNERO E EDUCAÇÃO

HORIZONTES DE COMPREENSÃO PARA PRÁTICAS EMANCIPATÓRIAS

  • João Paulo Zerbinati
  • Maria Alves de Toledo Bruns
Palavras-chave: Sexualidade, Gênero, Educação Sexual

Resumo

O desejo de transitar entre os gêneros e sexos existe na história da humanidade desde muito antes das discussões contemporâneas relacionadas à sexualidade. Em especial, no campo educacional, as pesquisas sobre gênero e diversidade sexual estão significativamente presentes e apontam para a necessidade de avanços na prática educacional. Sendo assim, este trabalho, enquanto ensaio teórico, debruçou-se no fenômeno da diversidade de gênero com o objetivo de apresentar a construção e evolução de seu conceito, refletindo o avanço científico de seu discurso e compreendendo possíveis desdobramentos teóricos e práticos pela educação. A partir do referencial teórico queer, compreendemos a sexualidade e a identidade de gênero como complexas expressões e possibilidades de subjetivação, que instigam a educação ao oferecimento de práticas pedagógicas emancipatórias e também diversas.

Biografia do Autor

João Paulo Zerbinati

Mestre em Educação Sexual (UNESP/Araraquara).

Maria Alves de Toledo Bruns

Docente da Pós-Graduação em Psicologia (USP/Ribeirão Preto) e da Pós-Graduação em Educação Sexual (UNESP/Araraquara).

Publicado
2018-10-30
Como Citar
Zerbinati, J. P., & de Toledo Bruns, M. A. (2018). DIVERSIDADE DE GÊNERO E EDUCAÇÃO. Revista De Educação Do Vale Do São Francisco, 8(16). Recuperado de http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/236
Seção
Artigos