REPRESENTAÇÕES SOCIAIS

ELOS COM SABERES, PRÁTICAS E JUVENTUDES NO ESPAÇO

  • Natanael Reis Bomfim
Palavras-chave: Representações sociais, Saberes, Juventudes, Espaço Social

Resumo

Nas últimas décadas, os debates sobre educação na contemporaneidade surgem como um fenômeno o qual os olhares se voltam na esperança de transformação social diante das problemáticas emergentes globais e locais, tais como: diversidade étnico-racial, questões ambientais, territorialização, desterritorialização, crises identitárias, entre outras. Por outro lado, sua relação com a discussão sobre o protagonismo juvenil têm se pautado na perspectiva do sentimento e participação dos mesmos em relação à comunidade local. Assim, por meio dos resultados de pesquisa do GIPRES1, sobre a compreensão de jovens/alunos sobre o processo de percepção socioespacial do Subúrbio Ferroviário de Salvador/BA, buscamos nesse artigo teórico refletir sobre as práticas sociais de jovens no espaço. Para tal, fez-se necessário aproximar as ideias de Serge Moscovici, sobre a natureza, abordagens, funções das representações e práticas sociais articuladas com as concepções de espaço social de Lefebvre (2006 ; 20150 e espaço vivido de Bomfim (2009). Nesse movimento, ancoramos nas considerações finais as a concepção sociológica de juventudes com a nossa ideia de base conceitual dos S : Saberes e Práticas Socioeducativas Sustentáveis, Juventudes e Espaços Socioeducativos no/para o Subúrbio.

Biografia do Autor

Natanael Reis Bomfim

Pós-doutorado em Educação e Turismo pela Université de Paris 1

Doutorado em Educação pela Université eu Québec à Montreal Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade da UNEB

Publicado
2018-11-25
Como Citar
Reis Bomfim, N. (2018). REPRESENTAÇÕES SOCIAIS. Revista De Educação Do Vale Do São Francisco, 8(16). Recuperado de http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/262
Seção
Artigos