A LÍNGUA INGLESA COMO FATOR DE INCLUSÃO PROFISSIONAL

UMA ANÁLISE DA COMPETÊNCIA LINGUÍSTICA DOS EGRESSOS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA

  • Rodrigo Avella Ramirez CEETEPS
  • William Rocha Dias FATEC-SP
Palavras-chave: Inclusão Profissional, Língua Inglesa, Competência

Resumo

Este artigo visa discutir a questão da inclusão profissional do egresso do curso de superior de Tecnologia em Logística. Mais especificamente, pretende-se averiguar como o domínio da língua inglesa constitui-se como referencial para esta inclusão em um mundo corporativo cada vez mais internacionalizado. Para tanto buscou-se como referencial teórico teorias que possuem como eixo norteador a formação por competências bem como teorias que enfatizam o papel da língua inglesa como língua-franca. Faz-se uso de pesquisa documental em literatura especializada bem como nos resultados de um exame internacional de proficiência em inglês (TOEFL-ITP) obtidos pelos egressos de um curso superior em Logística de uma instituição universitária. Os resultados indicam consonância entre a formação dos egressos e as expectativas do mercado de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Avella Ramirez, CEETEPS

Doutor em Educação, Arte e História da Cultura (UPM)

Professor e pesquisador do CEETEPS

 

William Rocha Dias, FATEC-SP

Tecnólogo em Logística (FATEC-SP)

Publicado
2019-03-27
Como Citar
Ramirez, R., & Dias, W. (2019). A LÍNGUA INGLESA COMO FATOR DE INCLUSÃO PROFISSIONAL. Revista De Educação Da Universidade Federal Do Vale Do São Francisco, 9(18), 123-136. Recuperado de http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/445
Seção
DOSSIÊ TEMÁTICO Inclusão escolar: políticas públicas, demandas e sua efetivação