FACILIDADES E DIFICULDADES DA EDUCAÇÃO SEXUAL NA ESCOLA: PERCEPÇÕES DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

  • Luciana Uchôa Barbosa Instituto Federal de Pernambuco - IFPE
  • Vanderlei Folmer Universidade Federal do Pampa
Palavras-chave: Educação sexual., Sexualidade., Escola

Resumo

Esta pesquisa identifica as facilidades e dificuldades da educação sexual na escola na percepção dos professores da educação básica. O estudo foi desenvolvido com professores atuantes nos anos finais (6º ao 9º ano) do ensino fundamental, utilizando questionário com perguntas abertas relacionadas à educação sexual e a prática docente. Os resultados apontaram que o tema educação sexual é muito atrativo aos escolares, o interesse no assunto decorre da curiosidade e dúvidas, que facilitam a prática docente. Porém, os pais são apontados, pelos professores, como um dos principais fatores que dificultam o desenvolvimento da educação sexual na escola, assim como a falta de preparo dos docentes. Logo, é urgente e necessário que a escola possibilite um espaço para que, junto aos familiares dos estudantes, possam discutir e refletir a importância da educação sexual, minimizando vulnerabilidades relacionadas à gravidez não planejada, ao aborto inseguro e às Infecções Sexualmente Transmissíveis. Destacamos também a importância e necessidade que os cursos de formação docente incluam nos seus currículos os estudos dos temas relacionados à sexualidade e educação sexual.

 

Palavras – chave: Educação sexual. Sexualidade. Escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Uchôa Barbosa, Instituto Federal de Pernambuco - IFPE

Doutoranda do Programa de Pós Graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde – UFRGS. Mestra do Programa de Pós Graduação Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde - UFRGS. Possui graduação em Enfermagem pela Fundação de Ensino Superior de Olinda União de Escolas Superiores da FUNESO. Especialização em Educação Profissional na área de Enfermagem e Especialização em Saúde Pública. Docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco - Campus Belo Jardim. Coordenadora do curso Técnico de Enfermagem do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco - Campus Belo Jardim. Tem experiência na área de Enfermagem e Educação, com ênfase em: Atenção Básica, Saúde Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: Saúde da Mulher; Saúde da Criança e Adolescente; Educação em Saúde; Programa Nacional de Imunização; Programa de Hipertensão e Diabetes.

Vanderlei Folmer, Universidade Federal do Pampa

Pós doutorado em Bioquímica Toxicológica (Universidade de Lisboa-Portugal); Doutor em Ciências Biológicas (Bioquímica Toxicológica) pela Universidade Federal de Santa Maria; Mestre em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, graduação em Letras - Português e Inglês pela Universidade Paulista; Graduado em Fisioterapia pela Universidade Federal de Santa Maria; Docente da Universidade Federal do Pampa - Campus Uruguaiana. Coordenador do Grupo de Pesquisa e Estudos em Nutrição, Saúde e Qualidade de Vida (Gensq). Tem experiência nas áreas de Educação em Ciências e Bioquímica, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação em Saúde, Interdisciplinaridade no Ensino de Ciências, Bioquímica de Produtos Naturais e Diabetes mellitus.

 

Publicado
2019-07-20
Como Citar
Barbosa, L. U., & Folmer, V. (2019). FACILIDADES E DIFICULDADES DA EDUCAÇÃO SEXUAL NA ESCOLA: PERCEPÇÕES DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Revista De Educação Da Universidade Federal Do Vale Do São Francisco, 9(19), 221-243. Recuperado de http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/515
Seção
Artigos