Revista de Educação do Vale do São Francisco http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf <p align="justify">Veículo digital para o registro e o intercâmbio de pesquisas, reflexões e experiências acerca da educação, de uma forma ampla, contribuindo para o avanço e o aprimoramento dos processos de ensino-aprendizagem.</p> <p align="justify">A&nbsp;Revista de Educação do Vale do São Francisco é um periódico quadrimestral, versão eletrônica, vinculada a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Publica artigos inéditos oriundos de pesquisas científicas e relatos de experiências, além de entrevistas e resenhas de livros.&nbsp;O objetivo principal é&nbsp;divulgar pesquisas e estudos vinculados ao campo da educação, em perspectiva interdisciplinar.</p> <p align="justify">A REVASF adota sistema <em>full time</em> para publicação. Isto significa dizer que o autor não precisa aguardar todos os artigos da edição ficarem prontos para a efetiva publicação, dando mais agilidade as publicações, além de intensificar os acessos a revista. A Revasf incorpora ainda o modelo <em>Ahead of print</em>, que é a publicação antecipada dos artigos aprovados pela Comissão Editorial (com revisões parciais), contribuindo mais rapidamente para a difusão das pesquisas.</p> <p align="justify">Revasf fortalece política de internacionalização (ver em "Notícias").</p> <p><strong>QUALIS/CAPES (2013 - 2016):</strong></p> <p>– Educação B3</p> <p>– Interdisciplinar B4</p> <p>- Medicina Veterinearia B5</p> <p>- Ciências Agrárias I - B5</p> <p>– Psicologia B4</p> <p>– InterdisciplinarB4</p> <p>– Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo B4</p> <p>– Materiais B5</p> <p align="justify"><strong>Atenção para autores que submeteram seus artigos na antiga versão! Lembramos que todos os artigos serão transferidas para este portal, por enquanto utilize o link a seguir para acessá-los:</strong></p> <p align="justify"><strong><a href="http://periodicos2.univasf.edu.br/index.php/revasf/" target="_blank" rel="noopener">(http://periodicos2.univasf.edu.br/index.php/revasf/)</a></strong></p> Universidade Federal do Vale do São Francisco-UNIVASF pt-BR Revista de Educação do Vale do São Francisco 2177-8183 <p>Lembramos que todos os artigos serão transferidas para este portal, utilize este link para acessá-los:</p> <p><a title="REVASF-antiga" href="http://periodicos2.univasf.edu.br/index.php/revasf/" target="_blank" rel="noopener">(http://periodicos2.univasf.edu.br/index.php/revasf/)</a></p> Expediente http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/286 <p>Expediente</p> autor autor ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-12-10 2018-12-10 8 16 2 2 O PROCESSO DE ENSINO DO TEMA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL NAS ESCOLAS http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/284 <p>O objetivo deste artigo é descrever o processo de ensino do tema sustentabilidade ambiental nas escolas no Estado do Rio Grande do Sul. Especificamente, foram investigados os elementos conceituais no discurso dos docentes, que envolvem o ensino da sustentabilidade e suas práticas na perspectiva do processo. Os fundamentos teóricos utilizados foram da sustentabilidade e educação ambiental. Trata-se de uma pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa dos dados, cuja estratégia de pesquisa baseou-se no estudo multicascos. O espaço da pesquisa constituiu-se de escolas de educação infantil, fundamental, médio e politécnico na região norte do Estado do Rio Grande do Sul, sendo que os coordenadores pedagógicos foram elencados como participantes da pesquisa. Os dados foram coletados por meio de entrevistas e analisados pela técnica análise de conteúdo. Os resultados indicam que os docentes não desenvolvem nos alunos uma consciência ambiental, pois tal tema ganha importância nos espaços acadêmicos somente em datas comemorativas. Percebe-se que as&nbsp;práticas e metodologias que os docentes descrevem para o desenvolvimento da consciência ambiental nos discentes, não contribui efetivamente para o processo de ensino do tema sustentabilidade. Conclui-se que o processo ensino sobre o tema sustentabilidade desenvolvido nas escolas investigadas é limitado à percepção ambiental dos coordenadores pedagógicos.</p> Rafaele Potrich Daniela Siqueira Colet Denize Grzybovski ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-12-10 2018-12-10 8 16 DO ENSINO BÁSICO AO ENSINO SUPERIOR http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/282 <p>Estudos realizados no Brasil vêm mostrando que a docência apresenta vulnerabilidade ao estresse e à insatisfação no trabalho. Nessa pesquisa se analisou o ambiente laboral dos professores com base nos indicadores de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) e na percepção aos fatores estressores, com repercussão no seu estado geral de vida. Para tanto, adotou-se o Estudo de Caso e a abordagem do método misto. A amostra foi constituída por 73 professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sertão Pernambucano, do <em>campus</em> Petrolina Zona Rural. A fim de coletar os dados quantitativos, foram usados: formulário sociodemográfico, escala de estresse de trabalho (EET), questionário de QVT modelo Walton (1973), Relatório da Comissão Própria de Avaliação (CPA) e os Planos Individuais de Trabalho. Para os qualitativos foram utilizadas duas atas de reuniões e entrevista. Na análise dos níveis de estresse usaram-se médias e desvio padrão e na QVT, a estatística descritiva. Os resultados mostraram que o índice de satisfação foi maior do que o de insatisfação em todos os critérios do questionário de QVT, porém, na EET quase 70% dos fatores organizacionais apresentaram níveis de estresse intermediário. A EET identificou níveis altos de estresse, relacionados à deficiência na comunicação, ao favoritismo e às lacunas na capacitação. As atas e os pontos de vista dos professores enfatizaram a precariedade da infraestrutura do <em>Campus.</em> Conclui-se, que a comunicação, a formação continuada e as condições estruturais e ergonômicas no <em>Campus,</em> precisam de atenção.</p> Patrícia Pereira Alves Lucia Marisy Souza Ribeiro de Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-12-10 2018-12-10 8 16 RADIAÇÕES SOLARES E O CURRÍCULO ESCOLAR http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/283 <p>O presente trabalho objetiva apresentar e analisar como está posta a lista de conteúdos programáticos de seis escolas públicas da rede básica de ensino do município do Rio Grande – RS; levando em consideração a importância da temática das radiações solares neste ambiente. Para tanto, analisamos a lista das disciplinas de ciências e biologia de seis escolas públicas da rede básica de ensino do município de Rio Grande – RS, tendo em vista que a referida cidade figura entre os municípios do Brasil com maior número de casos de câncer da pele. A metodologia utilizada foi a coleta das listas de conteúdos dessas seis escolas públicas. A análise permitiu-nos perceber que as escolas investigadas percebem o currículo como lista de conteúdos programáticos, ou seja, uma perspectiva tradicional de currículo; e que a temática das radiações solares está presente em apenas uma das seis listas/escolas investigadas.</p> Peterson Fernando Kepps da Silva Lavínia Schwantes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-12-10 2018-12-10 8 16 Edição Completa http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/285 Edição Completa ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-12-10 2018-12-10 8 16 PERFIL DOS EGRESSOS DO CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA A DISTÂNCIA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/281 <p>Este artigo avalia o perfil de alunos de um curso ofertado na modalidade a distância, propiciando a gestores, professores e tutores uma análise reflexiva sobre suas atribuições quanto às expectativas dos discentes, para fornecer subsídios para a construção e implantação de políticas públicas educacionais que possam atender às demandas de um processo educacional no qual o conhecimento sobre o perfil do aluno seja respeitado visando a criação de uma educação de qualidade. Foram analisadas algumas características de alunos do Curso de Formação Pedagógica em Ciências Biológicas a distância da Universidade Federal do Vale do São Francisco, assim como suas percepções sobre o curso. O perfil obtido consiste principalmente em alunos adultos, casados, economicamente ativos, com conhecimentos de informática, acesso regular ao ambiente virtual de aprendizagem e interação com os atores do curso.</p> Patricia de Fátima Costa Beserra Keila Moreira Batista ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 AS DIFICULDADES ENCONTRADAS PELOS DOCENTES NO PROCESSO DE ENSINO, A PARTIR DO USO DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS DISPONÍVEIS NA REDE ESTADUAL DE ENSINO DA BAHIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/280 <p>Quando se inserem novas tecnológicas no ambiente pedagógico busca-se melhorar o processo de ensino e aprendizagem a partir de situações em que o aluno esteja mais motivado à aprendizagem, ou situações que facilitem a assimilação de conteúdos a partir desses recursos de ensino. Em meados do século XX, os computadores começaram a aparecer na vida dos indivíduos e as últimas décadas deste século foram bastante significativas em relação ao surgimento de novos recursos tecnológicos. No entanto, à medida que os recursos surgiram e alguns deles iam sendo apropriados pelos discentes, os docentes quase nunca tinham tempo, formação ou até mesmo disposição para aprender como usar esses recursos ou como utilizar os mesmos dentro da sua prática pedagógica. O governo Federal e os governos estaduais investiram consideravelmente em recursos dentro do ambiente escolar, onde se podem citar os laboratórios de informática, a aquisição de data show, episcópio, lousa digital, utilização de recursos de mídia por meio da TV Escola, distribuição de tablets para professores da rede estadual, implantação da TV Pendrive (monitor educacional), dentre outros. Tais recursos foram sendo alocados às redes estaduais, mas muitos professores têm dificuldades em trabalhar com os mesmos, ou por falta de formação, ou por não saber utilizar. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é analisar o uso das tecnologias em sala de aula como instrumentos pedagógicos para organização e dinamização do processo de ensino-aprendizagem pelo professor.</p> Silvia Regina Lima de Araújo Abimailde Maria Cavalcante Fonseca Ribeiro ( ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 DESENVOLVIMENTO CURRICULAR INTERCULTURAL E RECONHECIMENTO ÉTNICO http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/279 <p>Este estudo descreve a experiência de desenvolvimento curricular realizada por professores representantes de povos indígenas e quilombolas de Pernambuco e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IF Sertão PE) nas oficinas do curso de formação continuada - Desenvolvimento Curricular e Educação Intercultural Descolonizante, onde se construiu o Projeto Político-Pedagógico - PPP da Especialização em Educação Intercultural. Utilizando elementos da Pesquisa Alternativa, foi possível compreender os desafios na construção de um currículo que possa auxiliar na problematização e superação de práticas curriculares hegemônicas, que ainda predominam na elaboração de políticas voltadas à educação escolar de populações indígenas e quilombolas no Brasil. Desse modo, o curso constitui-se pelo reconhecimento na proposição intercultural de uma justiça epistemológica, social e curricular para esses povos e, portanto, apresenta alternativas para se (re)pensar práticas relacionadas com a educação escolar indígena e quilombola no país.</p> Geovani José Gonçalves Maria Aparecida Conceição Nunes Herlon Alves Bezerra Edivania Granja Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 O AMBIENTE VIRTUAL MOODLE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DO CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EM ARTES VISUAIS http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/278 <p>Este artigo apresenta uma análise do Ambiente Virtual Moodle, utilizado na Universidade Federal do Vale do São Francisco – UNIVASF, realizada através de uma pesquisa exploratória que buscou conhecer a eficiência da metodologia usada pelos profissionais em educação (professor e tutor) no processo de ensino e aprendizagem do curso de Formação Pedagógica em Artes Visuais. A análise dos dados permitiu construir uma reflexão sobre os recursos pedagógicos disponibilizados no Ambiente Moodle; compreender como aconteceu a interação entre professores, alunos e tutores e qual a contribuição do curso para a formação de profissionais docentes. Por fim, foi possível concluir que o Ambiente Virtual Moodle é eficiente para o aprendizado, apresenta simples utilização por parte dos alunos e possui ferramentas de fácil acesso, contribuindo para o aprendizado e formação profissional.</p> Aitla Lidiane Hermógenes de S. Jatobá Francisco Ricardo Duarte Keila Moreira Batista ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 AVALIAÇÃO DO USO DAS FERRAMENTAS DO MOODLE NO CURSO DEESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO SUPERIOR, CONTEMPORANEIDADE E NOVAS TECNOLOGIAS NA PERSPECTIVA DOS ALUNOS E DOS PROFESSORES http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/277 <p>Atualmente o uso das ferramentas tecnológicas para a Educação a Distância é um dos fatores responsáveis pela atual dinâmica, expansão e resultados favoráveis dessa modalidade de ensino. Este trabalho apresenta resultados de uma pesquisa realizada com alunos e professores da Universidade Federal do Vale do São Francisco do curso de especialização em Ensino Superior, Contemporaneidade e Novas Tecnologias, cujo objetivo foi avaliar o uso das ferramentas disponibilizadas por meio do Moodle. A partir da obtenção dos dados, por meio de questionários eletrônicos diferenciados para professores e alunos, o tratamento das informações possibilitou a obtenção de dados estatísticos, bem como revelações a partir dos depoimentos dos alunos e professores. Com isso, verificou-se que a utilização das ferramentas ficou centralizada em algumas destas ferramentas: fórum, arquivos, tarefa e vídeos. Apesar desta centralização, o uso das ferramentas durante o curso se deu de forma adequada e satisfatória. A pesquisa revelou ainda uma possível razão para essa centralização de uso em algumas ferramentas.</p> Edson Luis dos Santos Barbosa David Fernando de Morais Neri ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/275 <p>Este artigo apresenta uma reflexão teórica sobre as principais concepções e possibilidades de avaliação relacionadas à Educação a Distância (EaD), considerando as especificidades dessa modalidade de ensino. Impulsionada pelo célere desenvolvimento das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) na contemporaneidade, a EaD reconfigura as relações espaçotemporais do ensino tradicional e instaura o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) como novo suporte possível para a construção coletiva/colaborativa do conhecimento. Com isso, novos desafios são apresentados à prática docente, sendo a avaliação do processo de ensino-aprendizagem um deles. Por meio de uma revisão da literatura, este trabalho pretende discutir: o papel das TICs na sociedade contemporânea e suas implicações na prática pedagógica; as especificidades do processo de ensino-aprendizagem na EaD, quando realizada com o auxílio de ambientes virtuais; e ainda as principais concepções de avaliação na EaD, apontando possíveis caminhos. A partir da pesquisa realizada, concluiu-se que a avaliação em EaD deve privilegiar uma abordagem mais qualitativa que meramente quantitativa, permitindo que o aluno participe de maneira ativa, crítica e consciente do seu próprio percurso de aprendizagem.</p> Tito Eugênio Santos Souza Afonso Henrique Novaes Menezes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 TUTORIA EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/273 <p>O presente artigo discorre sobre o sistema de tutoria na Educação a Distância. O tema é considerado no contexto da modalidade de ensino a distância, e privilegia a autopercepção dos tutores especialmente seu papel e sua importância. O trabalho deste profissional é visto como de suma importância, uma vez que o mesmo é responsável pela mediação e construção do conhecimento nos ambientes virtuais de aprendizagem, auxiliando os alunos, dando o apoio necessário para que as limitações impostas pela distância possam ser superadas. O trabalho analisa a perspectiva dos tutores da Universidade Federal do Vale do São Francisco com relação à sua atuação nos cursos de pós-graduação a distância da referida instituição. A análise foi realizada a partir da utilização de um questionário. Dessa forma, foi possível traçar algumas considerações relacionadas às atitudes que o tutor deve apresentar, tendo em vista o desenvolvimento de um bom trabalho junto aos alunos e professores na educação a distância.</p> Carlos Eduardo Souza de Araújo Ariadne Helena Pequeno de Oliveira Francisco Ricardo Duarte Keila Moreira Batista ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 GAMES NO ENSINO DE CIÊNCIAS: http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/271 <p>A literatura especializada apresenta constantes discussões sobre as possibilidades e desafios do uso de games no ensino de ciências. A sua utilização geralmente se vincula a motivação propiciada, mas tem o conteúdo ou a abordagem pedagógica como fatores a ser observados. Tendo em pauta a verificação de dados empíricos, com base numa pesquisa que buscou investigar potencialidades do uso de games na aprendizagem de conteúdos de ciências por alunos do Ensino Fundamental e em referenciais teóricos que tratam do uso de jogos digitais e de computadores no ensino são apontados neste artigo desafios e possibilidades dos games na educação. O presente trabalho apresenta algumas questões pontuais devem ser consideradas: a diversidade de perfis discentes, necessidades de aprendizagem, possibilidades da escola, limitação de alcance de conteúdos e formação do professor.</p> Gisele Lemos Shaw Marcelo Silva de Souza Ribeiro ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 O PAPEL DAS WEBTVS EDUCATIVAS NA (RE) CONSTRUÇÃO DAS IDENTIDADES DO SEMIÁRIDO http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/270 <p>Segundo o Ministério das Comunicações, “os serviços de radiodifusão sonora e de sons e imagens, com fins exclusivamente educativos, poderão ser outorgados às instituições de educação superior criadas e mantidas pela iniciativa privada, com sede no Brasil e credenciadas pelo Ministério da Educação, na forma do art. 12 do Decreto nº 5.773, de 9 de maio de 2006”. Nas cidades de Juazeiro-BA e Petrolina-PE, respectivamente, a Universidade do Estado da Bahia, por meio de um projeto de extensão do curso de Jornalismo em Multimeios, e a Universidade Federal do Vale do São Francisco, desenvolvem dois projetos de TV educativa, ainda pela internet, a Webtv Uneb-Núcleo Juazeiro e a TV Caatinga, que possibilitam novas práticas jornalísticas e/ou educativas ao pautar um Semiárido diferente do que é mostrado de forma estereotipada pela imprensa hegemônica. Este trabalho investigou de que forma os sujeitos que produzem e/ou produziram para essas plataformas (os estudantes de jornalismo e futuros profissionais da mídia, comercial ou não, além dos egressos do curso que foram colaboradores dessas webtvs) absorvem a ideia de uma outra retratação do Semiárido (através do letramento midiático) e pretendem utilizar (ou já utilizam) essa proposta no exercício da profissão. A pesquisa objetivou ainda questionar como esses sujeitos podem contribuir na identificação ou na (re) construção de identidades, por meio de matérias jornalísticas e produções audiovisuais, como curtas-metragens e documentários, além de outros produtos educativos com o foco na comunicação para a promoção das viabilidades do Semiárido e a emancipação do povo que habita esses territórios.</p> Fabíola Moura Reis Santos Marcelo Silva de Souza Ribeiro ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 CRESCIMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E SEUS DESAFIOS http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/269 <p>Este estudo propôs como tema a Educação a Distância (EaD) como modalidade de ensino que está em constante crescimento na contemporaneidade. O intuito desta pesquisa bibliográfica está em apresentar as características da EaD e os desafios a serem superados na formação de indivíduos que almejam uma educação de qualidade. Os fatores influentes para o desenvolvimento da EaD estão caracterizados na metodologia e mídias utilizadas pelos educadores durante o processo pedagógico. Para a eficácia na realização dos cursos na modalidade de ensino a distância os profissionais envolvidos devem desenvolver habilidades e competências para superar as dificuldades e adaptar suas práticas pedagógicas a realidade dos discentes.</p> Thyanne Michelle Ferreira Alves Afonso Henrique Novaes Menezes Flávia Maria de Brito Pedrosa Vasconcelos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 O USO DE NETBOOK EM SALA DE AULA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/268 <p>Atualmente percebemos que ocorrem muitas mudanças em diversas áreas de conhecimento, principalmente devido ao avanço dos recursos tecnológicos. Em contexto escolar, também é perceptível a influência das ferramentas tecnológicas no processo de ensino e aprendizagem, visto que recursos tecnológicos, dentre estes, o netbook, configura-se como uma ferramenta tecnológica imprescindível no contexto escolar. Desse modo, esta investigação teve como principal objetivo conhecer as contribuições do uso de netbook, em sala de aula, no processo de ensino e aprendizagem. Este estudo diz respeito a uma pesquisa de cunho qualitativo realizada com seis professores do ensino médio de uma escola pública estadual no município de Petrolina-PE no segundo semestre de 2013. Com a realização desse estudo percebemos que, para todos os professores envolvidos, o uso de netbook em sala de aula contribui de forma significativa na aprendizagem dos estudantes, além de tornar a aula mais prazerosa e motivadora</p> Albertina Marília Alves Guedes Hassuike Marcelo Silva de Souza Ribeiro ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 RECONSTRUÇÃO E RESSIGNIFICAÇÃO DA PRÁXIS http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/267 <p>A sociedade moderna, caracterizada pela velocidade de informações, pela consolidação do ciberespaço como modelo cultural trás consigo uma ampliação no acesso e democratização do saber, o que tem permitido um processo de revalorização da experiência no âmbito da formação docente, intimamente ligada ao principio de que estes saberes conectam-se aos percursos pessoais. Nesse sentido, as memórias individuais delegam as situações e vivências e constituem-se como um repertório de representações cotidianas dos atores e dos quadros que compõem o cenário educacional. Neste trabalho, propomos uma reflexão acerca de como se constroem as feições de narrativas docentes publicadas em blogs e como estas expressam memórias, vivências, práticas e transformações de suas práxis pedagógicas. O método baseado no principio de analise de conteúdo, buscou abarcar uma serie de blogs na unidade de analise cujo principio orienta-se pelos critérios: blogs ativos e mantidos por professores em efetivos exercício, presença de suas historias de vida, interfaces de suas memórias com suas praticas de sala de aula, foram assim selecionados cinco blogs, em que cada um representou uma região do pais. Ao analisar as narrativas buscamos perceber, como se constitui a narrativa, o tipo de narrador e em que medida expõe a pertinência de rememorar suas experiências e como estas podem incidir em sua práxis pedagógica. Dessa maneira, os blogs, enquanto aparatos culturais podem se constituir como um meio de divulgação de autobiografias docentes atuando como potencializadores dos exercícios de rememoração, revalorização da experiência, reconstrução e ressignificação das praticas cotidianas.</p> Anny Karine Matias Novaes Machado Alexsandro dos Santos Machado ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 A INSERÇÃO DE TABLETS EM ESCOLAS DA REDE PÚBLICA ESTADUAL NA CIDADE DE PETROLINA-PE http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/266 <p>Processo que se iniciou em meados do século Passado. Este processo veio gradativamente despertando o interesse de pesquisadores acerca da forma como essas tecnologias possam ser utilizadas na escola, a fim de motivar a aprendizagem e viabilizar melhores resultados no processo de ensino. A partir dos computadores, o desenvolvimento tecnológico viabilizou o surgimento de diversos outros equipamentos que foram sendo inseridos na escola. O uso pedagógico de tablets figura na imagem popular como uma “espécie de sonho” que corresponde a uma escola do futuro, onde cada estudante tenha seu próprio equipamento e o professor possa mediar o conhecimento por meio de atividades que motivem a aprendizagem. Essa experiência é exitosa quando se considera determinadas condições, tais como, capacitação de professores, características dos equipamentos, disponibilidade de internet com qualidade e desenvolvimento de atividades que possam ser realizadas não apenas no ambiente escolar, mas fora deste. O trabalho realizado com alunos e professores da rede estadual de ensino em Petrolina-PE. inseridas no programa “aluno conectado” teve como objetivo analisar a percepção destes sobre a utilização dos tablets recebidos por meio do programa. Foi verificado que a concepção do projeto requer ajustes em pontos essenciais: capacitação de professores, concessão de equipamentos com as mesmas características dos alunos para os docentes e viabilização internet de qualidade. As deficiências nestes pontos citados traduz-se nos dados apresentados na pesquisa de campo. Os resultados mostram que os tablets não cumpriram com os objetivos principais, que eram de auxiliar no processo de ensino e aprendizagem e de serem uteis dentro do processo educacional.</p> Alexandre Gonzaga da Cruz David Fernando de Morais Neri Alexandre Gonzaga da Cruz ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 CULTURA DO CUIDADO INTEGRAL http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/272 <p>O presente artigo tem como objetivo divulgar algumas ideias a respeito do cuidado integral, no sentido da responsabilidade de cada indivíduo com a manutenção de sua própria vida e da vida de outras pessoas. Utilizando pesquisa bibliográfica especialmente de Piaget, Paulo Freire, Leonardo Boff e Frans Wall, pretende contribuir para uma reflexão sobre a necessidade de se desenvolver a cultura do cuidar, a partir do desenvolvimento sociomoral autônomo e do altruísmo, com estímulo aos sentimentos de autoestima, de empatia, de amor ao próximo e de preservação, desde sua própria integridade à vida no planeta. A abordagem é realizada sob a perspectiva da educação e saúde integrais, segundo a qual não há limite de espaço, tempo ou temática, sendo ambas, educação e saúde, um processo contínuo de busca individual e coletiva e não metas a serem alcançadas.</p> Martha Maria de Souza Guimarães Cavalcanti Marcelo Silva de Souza Ribeiro ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 CONTRIBUIÇÕES DA FORMAÇÃO CONTINUADA PARA A PRÁTICA EDUCATIVA NO PROJOVEM URBANO DE JUAZEIRO-BAHIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/274 <p>A formação continuada de educadores do Programa Projovem Urbano (PJU) é uma prerrogativa do Ministério da Educação em parceria com a Secretaria Nacional da Juventude em favor do aprimoramento profissional de educadores que nele atuam. Este artigo consiste no relato de experiência do processo de formação continuada de educadores do PJU de Juazeiro-BA segundo a visão dos mesmos. O referencial teórico utilizado foi a perspectiva dialógica de Paulo Freire com metodologia qualitativa de caráter participativo, ancorado pela ação-problematização-ação. Para tanto, aplicou-se um questionário avaliativo semi-aberto sobre a formação continuada. Os docentes avaliaram a formação de modo positivo, favorecendo o desempenho eficaz do educador e o êxito do programa. As principais contribuições apontadas foram: melhoria no desempenho e na didática em sala de aula, enriquecimento profissional, compreensão aprofundada do programa, diálogo interdisciplinar, maior integração dos atores envolvidos, alcance de novas metodologias de trabalho, melhoria da prática através das palestras/debates, aquisição de novos conhecimentos, maior segurança para abordar o material do programa, melhoria na relação professor-aluno, motivação para continuar no programa diante do avanço dos alunos, ajustes no binômio teoria-prática, cumprimento de metas estabelecidas, além da superação de expectativas iniciais. Os resultados sugerem que atividades como essa promovem não só o cumprimento/efetivação de Políticas Públicas de Juventude e de educação, mas também elucidam impasses/lacunas vividos pelos educadores e potencializam um trabalho interdisciplinar/integrado. Contudo, isso não exclui a necessidade de um debate mais aprofundado a respeito dos modos de conceber-gerir-avaliar processos formativos educacionais no contexto dos programas sociais e das Políticas Públicas.</p> Sílvia Raquel Santos de Morais Marcelo Silva de Souza Ribeiro ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-29 2018-11-29 8 16 REPRESENTAÇÕES SOCIAIS http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/262 <p><span style="font-weight: 400;">Nas últimas décadas, os debates sobre educação na contemporaneidade surgem como um fenômeno o qual os olhares se voltam na esperança de transformação social diante das problemáticas emergentes globais e locais, tais como: diversidade étnico-racial, questões ambientais, territorialização, desterritorialização, crises identitárias, entre outras. Por outro lado, sua relação com a discussão sobre o protagonismo juvenil têm se pautado na perspectiva do sentimento e participação dos mesmos em relação à comunidade local. Assim, por meio dos resultados de pesquisa do GIPRES</span><span style="font-weight: 400;">1</span><span style="font-weight: 400;">, sobre a compreensão de jovens/alunos sobre o processo de percepção socioespacial do Subúrbio Ferroviário de Salvador/BA, buscamos nesse artigo teórico refletir sobre as práticas sociais de jovens no espaço. Para tal, fez-se necessário aproximar as ideias de Serge Moscovici, sobre a natureza, abordagens, funções das representações e práticas sociais articuladas com as concepções de espaço social de Lefebvre (2006 ; 20150 e espaço vivido de Bomfim (2009). Nesse movimento, ancoramos nas considerações finais as a concepção sociológica de juventudes com a nossa ideia de base conceitual dos S : Saberes e Práticas Socioeducativas Sustentáveis, Juventudes e Espaços Socioeducativos no/para o Subúrbio.</span></p> Natanael Reis Bomfim ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-25 2018-11-25 8 16 AS CONTRIBUIÇÕES FORMATIVAS DO PIBID NA FORMAÇÃO INICIAL DOS PROFESSORES DOS CURSOS DE LICENCIATURAS http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/245 <p><span style="font-weight: 400;">O sistema educativo tem passado por diversas transformações, classificadas por Esteve (2004) como “revoluções educacionais”. Vivenciamos atualmente a terceira dessas revoluções, que apresenta muitos desafios como a inclusão e a equidade. Assim, a formação docente urge ser repensada, pois são os professores que vivenciam de perto esses desafios e que mais diretamente podem contribuir com a solução desses. Entretanto, a formação inicial de professores, muitas vezes, apresenta lacunas que precisam ser sanadas para que os docentes possam enfrentar esses desafios de maneira segura. O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID tem se apresentado como uma das alternativas no enfrentamento de lacunas existentes na formação inicial de professores. Este trabalho teve como objetivo verificar se o PIBID tem contribuído para a redução dessas lacunas</span><strong>.</strong><span style="font-weight: 400;"> A pesquisa, de natureza qualitativa, foi realizada através de um estudo bibliográfico e documental, delimitando-se o período das publicações aos anos de 2014 a 2016, buscando artigos, teses, dissertações e documentos sobre o tema no Portal de Periódicos da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e no Sistema SCIELO, utilizando-se como refinamento de busca PIBID e Contribuições. Dos trabalhos encontrados, foram selecionados apenas os que expunham dados sugestivos das contribuições do PIBID na redução das lacunas resultantes da formação inicial dos professores. Foram encontrados trinta trabalhos, mas oito foram excluídos por não atenderem aos critérios estabelecidos, restando no final apenas vinte e dois trabalhos para serem analisados. Para a análise dos dados, utilizou-se a Análise de Conteúdo fundamentada em Bardin (2016), com categorias estabelecidas </span><em><span style="font-weight: 400;">a priori,</span></em><span style="font-weight: 400;"> com base na discussão dos autores utilizados no referencial teórico. Os resultados encontrados demonstraram que o PIBID tem contribuído para a redução das lacunas apresentadas na formação inicial de professores, favorecendo uma formação docente mais completa e profícua.</span></p> Joseana Vieira dos Santos Maria Cilene Freire de Menezes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-18 2018-11-18 8 16 FORMAÇÃO DE JOVENS PARA A PARTICIPAÇÃO POLÍTICA E O EXERCÍCIO DA CIDADANIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/243 <p><span style="font-weight: 400;">O presente artigo aponta para o surgimento do Estado Democrático de Direito como modelo de atuação estatal, onde a participação da sociedade é preponderante na formulação das políticas públicas. Delimitando o campo de investigação à participação da juventude, torna-se necessário promover uma formação dos jovens sobre o conteúdo e amplitude dos direitos humanos/fundamentais, bem como do sistema político brasileiro. Torna-se igualmente importante compreender como tem se efetivado a participação política da juventude na atualidade, de forma a compreender a visão dos jovens sobre o tema e ampliar o leque de possibilidades de participação, sem, contudo, desconsiderar a importância dos mecanismos participativos tradicionais. Por fim, defende-se que a educação em direitos humanos incorpore os conteúdos dos direitos fundamentais e do sistema político, especialmente porque os jovens de 16 anos já se encontram diante da possibilidade do voto.</span></p> Marcelo Torres de Paula Maria Lucia Miranda Afonso ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-14 2018-11-14 8 16 A IMPORTÂNCIA DA GEOGRAFIA ESCOLAR SOB SUA PERPSECTIVA CRÍTICA PARA A FORMAÇÃO CIDADÃ DOS EDUCANDOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/244 <p><span style="font-weight: 400;">O objetivo desse artigo é apresentar uma práxis em Geografia Escolar, sob sua perspectiva crítica. Baseia-se em um estudo de caso por nós realizado com educandos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de uma escola pública, localizada em um bairro popular da cidade de Salvador (BA), cidade que passa por um amplo processo de reestruturação de sua infraestrutura urbana por meio de políticas urbanas; a pedagogia dialógica freiriana foi o embasamento de tal prática. Os resultados da pesquisa puderam revelar que a construção coletiva entre educadores e educandos de conceitos importantes da Geografia Escolar, como paisagem, região, espaço, território e lugar, a partir da experiência da vida cotidiana, apresenta-se como possibilidade para uma educação contextualizada e crítica, assim como parauma formação cidadã para esse público.</span></p> Paula Dagnone Malavski ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-11-14 2018-11-14 8 16 DIVERSIDADE DE GÊNERO E EDUCAÇÃO http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/236 <p><span style="font-weight: 400;">O desejo de transitar entre os gêneros e sexos existe na história da humanidade desde muito antes das discussões contemporâneas relacionadas à sexualidade. Em especial, no campo educacional, as pesquisas sobre gênero e diversidade sexual estão significativamente presentes e apontam para a necessidade de avanços na prática educacional. Sendo assim, este trabalho, enquanto ensaio teórico, debruçou-se no fenômeno da diversidade de gênero com o objetivo de apresentar a construção e evolução de seu conceito, refletindo o avanço científico de seu discurso e compreendendo possíveis desdobramentos teóricos e práticos pela educação. A partir do referencial teórico queer, compreendemos a sexualidade e a identidade de gênero como complexas expressões e possibilidades de subjetivação, que instigam a educação ao oferecimento de práticas pedagógicas emancipatórias e também diversas.</span></p> João Paulo Zerbinati Maria Alves de Toledo Bruns ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-10-30 2018-10-30 8 16 PLANO DE CURSO TÉCNICO EM COMÉRCIO http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/235 <p><span style="font-weight: 400;">Os estudos da disciplina Fundamentos da Educação para Convivência com o Semiárido do mestrado em Educação da Universidade do Estado da Bahia permitiram investigar a implantação de uma instituição Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica na cidade de Juazeiro a partir do Plano de Curso Técnico de Nível Médio em Comércio e sua adesão ao paradigma moderno de ciência. Portanto, o presente artigo teve o objetivo de investigar a inserção das formas do paradigma científico moderno no plano de Curso Técnico em Comércio do Instituto Federal da Bahia em Juazeiro. Para tanto, embasou-se metodologicamente na pesquisa bibliográfica e documental, além da observação participante em 2016, por meio de documentos institucionais do Plano de Curso Técnico em estudo, iniciado a partir de 2010. Na etapa seguinte, apresentaram-se os resultados e discussões pela matriz curricular, confrontados com as descrições das ementas do curso. Na sequência, evidenciaram-se as considerações finais respaldadas na necessidade de apropriação do paradigma científico no plano de curso entrelaçando os objetivos, missão e ementas.</span></p> Ana Paula Rocha dos Santos Edmerson dos Santos Reis Josenilda Martins de Souza Rosymarilethe Ribeiro da Silva Amorim ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-10-30 2018-10-30 8 16 PENSAMENTO ALGÉBRICO: UMA DISCUSSÃO COM FUTURAS PROFESSORAS http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/193 <p>Este artigo apresenta resultados de uma investigação que envolveu o tema pensamento algébrico com estudantes de um curso de Pedagogia de universidade do interior paulista. O objetivo da pesquisa foi discutir com futuros professores as possibilidades do trabalho com a Álgebra nos anos iniciais do Ensino Fundamental a partir de uma atividade que envolveu sequencia, generalização, percepção de regularidades, socialização das descobertas e construção da lógica de um pensamento algébrico por meio de noções de fluência e variável. O estudo é baseado numa perspectiva qualitativa e interpretativa, desenvolvida numa perspectiva narrativa que considera o processo vivenciado pela professora e pelas estudantes durante a formação. A questão investigativa assim configurou-se: em que medida as atividades com potencial para um trabalho com noções algébricas nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental podem permitir a ressignificação das compreensões deste tema por futuras professoras? Os resultados indicaram que a atividade desenvolvida propiciou a compreensão de noções de sequência, generalização, relação e aproximação à linguagem matemática como aspectos fundamentais do processo de ensino com vistas ao desenvolvimento do pensamento algébrico.</p> Maria das Graças Santos Abreu Maria Auxiliadora Bueno Andrade Megid Alessandra Rodrigues de Almeida ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-10-08 2018-10-08 8 16 16 16 Expediente http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/183 Expediente Expediente ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-09-11 2018-09-11 8 16 Edição Completa http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/184 Edição Completa ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-09-11 2018-09-11 8 16 RESENHA DO LIVRO “A BNCC NO CONTEXTO DA CONTRARREFORMA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL” http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/182 Luiz Alberto Ribeiro Rodrigues ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-09-11 2018-09-11 8 16