Revista de Educação do Vale do São Francisco http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf <p align="justify">Veículo digital para o registro e o intercâmbio de pesquisas, reflexões e experiências acerca da educação, de uma forma ampla, contribuindo para o avanço e o aprimoramento dos processos de ensino-aprendizagem.</p> <p align="justify">A REVASF adota sistema <em>full time</em> para publicação. Isto significa dizer que o autor não precisa aguardar todos os artigos da edição ficarem prontos para a efetiva publicação, dando mais agilidade as publicações, além de intensificar os acessos a revista. A Revasf incorpora ainda o modelo <em>Ahead of print</em>, que é a publicação antecipada dos artigos aprovados pela Comissão Editorial (com revisões parciais), contribuindo mais rapidamente para a difusão das pesquisas.</p> <p align="justify">Revasf fortalece política de internacionalização (ver em "Notícias").</p> <p><strong>QUALIS/CAPES (2013 - 2016):</strong></p> <p>– Ensino B1</p> <p>– Educação B3</p> <p>– Interdisciplinar B3</p> <p>– Psicologia B4</p> <p>– InterdisciplinarB4</p> <p>– Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo B4</p> <p>– Materiais B3</p> <p align="justify"><strong>Lembramos que todos os artigos serão transferidas para este portal, por enquanto utilize o link a seguir para acessá-los:</strong></p> <p align="justify"><strong><a href="http://periodicos2.univasf.edu.br/index.php/revasf/" target="_blank" rel="noopener">(http://periodicos2.univasf.edu.br/index.php/revasf/)</a></strong></p> Universidade Federal do Vale do São Francisco-UNIVASF pt-BR Revista de Educação do Vale do São Francisco 2177-8183 <p>Lembramos que todos os artigos serão transferidas para este portal, utilize este link para acessá-los:</p> <p><a title="REVASF-antiga" href="http://periodicos2.univasf.edu.br/index.php/revasf/" target="_blank" rel="noopener">(http://periodicos2.univasf.edu.br/index.php/revasf/)</a></p> O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL ENQUANTO AÇÃO AFIRMATIVA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/145 <p><span style="font-weight: 400;">O Programa de Assistência Estudantil (PAE) é um programa governamental de alocação de recursos, sobretudo financeiros, a estudantes que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Na Univasf o PAE também objetiva o apoio à redução de vulnerabilidades simbólicas a que estudantes oriundos de grupos específicos estão historicamente submetidos, visando à promoção de uma permanência mais digna na Universidade para esses indivíduos. Neste artigo se apresenta uma análise sobre o PAE contextualizando o seu funcionamento enquanto ação afirmativa, ao promover a igualdade de oportunidades entre os estudantes e poder, assim, contribuir para a redução dos índices de evasão. Apresentando alguns dados gerais sobre a execução do PAE em 2010, toma-se como referência para aprofundamento das análises dois de seus benefícios disponibilizados aos estudantes naquele período, considerando principalmente o auxílio de Bolsa-permanência, Edital 01/2010. Além disso, expõe-se uma análise sobre o Programa de Bolsa-permanência do Ministério da Educação, outra ação implantada na Univasf a partir do ano de 2013 e que também tem como objetivo minimizar desigualdades sociais que acometem estudantes oriundos de setores socialmente fragilizados</span><span style="font-weight: 400;">, indígenas e quilombolas.</span></p> Danilo Moreira dos Santos Luciana Duccini ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-16 2018-08-16 8 15 A FORMAÇÃO E O ACOMPANHAMENTO TUTORIAIS POR INSTITUIÇÕES DE ENSINO A DISTÂNCIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/139 <p class="western" align="justify"><span style="font-family: 'Times New Roman', serif;"><span style="font-size: medium;">O tutor é um ator que possui significativa relevância na Educação a Distância, justamente por ser responsável em garantir fortes interações entre tutor-aluno, aluno-conteúdo, aluno-aluno e aluno-professor, propiciando comunicações primordiais que contribuem no processo de construção de conhecimento. Nesse contexto, para que o tutor possa realizar suas atividades com maior efetividade, faz-se necessária a formação e acompanhamento adequados pelas instituições de ensino a distância. Esse artigo é o resultado de uma pesquisa bibliográfica, nas bases de dados de teses e dissertação da Capes, no primeiro semestre de 2014, em que foram feitas buscas por assuntos referentes à tutoria, formação de tutores e acompanhamento tutorial. Ao final desse estudo, conclui-se que as instituições que oferecem cursos na modalidade de ensino a distância devem realizar um planejamento, formação e acompanhamento adequados das atividades do tutor.</span></span></p> Amanda Tolomelli Brescia Elaine Ribeiro da Silva José Wilson da Costa Márcia Gorett Ribeiro Grossi ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-13 2018-08-13 8 15 AS DIFICULDADES NA PRODUÇÃO DE RESUMO PELOS ESTUDANTES DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DA UNIVASF http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/123 <p>O resumo tem sido uma produção textual solicitada ao estudante de graduação, principalmente na área das ciências sociais. É um instrumento que favorece ao aluno organizar e fixar as informações de um texto, demonstrando a construção do conhecimento. É fundamental verificar as dificuldades que permeiam a produção de resumo, tão solicitado enquanto atividade acadêmica para se planejar uma fundamentação teórica e atividades práticas que possam contribuir para uma elaboração textual desejada. O presente trabalho teve como objetivo refletir sobre essas dificuldades. Isso foi feito a partir da identificação de problemas relacionados à produção de resumo e dos procedimentos que antecedem esse processo de produção. Observaram-se também as condições necessárias na elaboração de um resumo, por meio de uma entrevista semiestruturada com dez participantes, estudantes do 1º período do curso de Administração da Universidade do Vale do São Francisco - Univasf. Além disso, fez-se uma análise de resumos feitos por estes. As maiores dificuldades apontadas foram: identificar as ideias principais e secundárias e escrever o resumo com suas próprias palavras. Os resultados obtidos apontaram que os estudantes tinham consciência do que era necessário para se produzir um bom texto, porém isso não é tão praticado; a maioria deles utiliza o procedimento de sublinhar e de ler o texto duas vezes antes de produzir um resumo, utilizando-se também da montagem de esquemas / roteiros. Assim, os dados indicam uma necessidade de rever os procedimentos vivenciados pelos estudantes na construção do resumo.</p> Aliny Paiva de Sousa Geida Maria Cavalcanti de Sousa Elzenita Falcão de Abreu ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-08 2018-08-08 8 15 PROFESSOR DE GEOGRAFIA E FORMAÇÃO CONTINUADA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/122 <p>O presente artigo discorrerá acerca das dicotomias existentes entre a teoria e prática de professores de Geografia da Rede Pública Municipal de Juazeiro/BA. O objetivo é fazer uma analise dos discursos dos sujeitos envolvidos na pesquisa, visando evidenciar as dificuldades encontradas por estes profissionais na sua cotidianidade profissional. Tal pesquisa é oriunda da convivência desta pesquisadora, por mais de dois anos, ministrando Formações Continuadas para docentes do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Trata-se de uma pesquisa qualitativa e descritiva, de cunho bibliográfico e de campo, além de observação sistemática para delineamento do debate sobre os métodos e as técnicas utilizadas por tais docentes, entrelaçando com as questões didático-pedagógicas indispensáveis à sustentabilidade das práticas educativas no contexto do Semiárido baiano. Fundamentada na análise dos discursos, ficou sinalizado que apesar dos mesmos disporem de formações contínuas em serviço, existem várias barreiras a serem superadas, dentre elas, a necessidade de melhores condições de trabalho, remunerações adequadas à formação profissional, reconhecimento da relevância de trabalho integral, entre outras questões elencadas. Além disso, o que se discute muitas vezes na rede, nas formações pedagógicas, não chega a se aproximar da realidade enfrentada por tais profissionais nas suas salas de aulas, em sua maioria, desprovidos de um suporte pedagógico mais efetivo. Portanto, fica nítida a importância de criação de políticas públicas que valorizem a formação de professores visando o favorecimento de suportes metodológicos que primem por melhor ensino e aprendizagem dos discentes na componente curricular Geografia.</p> Clecia Simone Gonçalves Rosa Pacheco ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-08 2018-08-08 8 15 UMA REALIDADE EVIDENTE http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/121 <p>O presente artigo propõe um olhar reflexivo acerca da questão da indisciplina no contexto da escola atual, a qual tem sido vista como um tema que apresenta uma multiplicidade de interpretações referentes à relação professor/aluno e aluno/aluno com problemas sociais e conflitos nas relações familiares. Este trabalho oferece pistas para a compreensão de uma realidade escolar num contexto específico: a indisciplina no contexto escolar. Este artigo tem como objetivo compreender o papel da escola e da família na produção da indisciplina, assim como identificar no contexto escolar o que é um comportamento indisciplinado e compreender os fatores internos e externos que levam o educando a indisciplina, investigar suas possíveis causas no contexto educacional. A indisciplina é geralmente centralizada no educando e nas suas relações durante o cotidiano escolar. Coloca-se em discussão por que atualmente as crianças não obedecem nem aos seus pais, tampouco aos educadores? Os educandos hoje não têm limites? De quem é a culpa pela indisciplina: da instituição escolar? Dos pais? Dos educadores ou dos próprios educandos? A indisciplina no contexto educacional necessita de uma análise a partir de diferentes ângulos, procurando avançar nas questões que a envolvem, pois tanto a escola quanto a família participam na produção da indisciplina do educando no contexto escolar.</p> Renata Aparecida da Silva ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-07 2018-08-07 8 15 A raiva na constituição do respeito pela criança da educação infantil http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/120 <p>Esta pesquisa tem por objetivo compreender qual papel da raiva na constituição da noção de respeito pela criança. A partir de descobertas realizadas por Jean Piaget no campo da moral, pesquisamos junto às crianças acerca do que assinalaria o aparecimento deste fenômeno, ou seja, a raiva na constituição do respeito, utilizando o método clínico. Constatamos que a experiência da raiva anuncia o estabelecimento de condições propícias ou não ao desenvolvimento do respeito, uma vez que a absorção de seu impacto sedimenta a aceitação que a criança pode fazer de si, abrindo espaço para a inerente compreensão do outro enquanto alguém passível de ser respeitado.</p> Ana Carla Cividanes Furlan Scarin ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-07 2018-08-07 8 15 ADVERSIDADES ENCONTRADAS PELOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO FRENTE AOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/119 <p>A partir da importância da inclusão nas escolas de ensino regular, o presente trabalho tem como objetivo analisar os fatores positivos e as dificuldades que a escola como um todo enfrenta para trabalhar com alunos com deficiência visual. Fez-se uma averiguação sobre o tema e seus aspectos, como aperfeiçoamento continuo dos profissionais, materiais pedagógicos apropriados e interação desses alunos nas aulas de Educação Física. Foi realizada uma pesquisa descritiva, onde a diretora, professora de sala de aula e professora de educação física, puderam opinar e expor suas dificuldades profissionais. Diante da importância dada a temática proposta, conclui-se que os professores conseguem promover a inclusão de alunos com deficiência visual, desde que estejam comprometidos e dispostos a participar de um plano pedagógico educacional.</p> Joelma Ferreira Saraiva Gustavo Levandoski ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-07 2018-08-07 8 15 GESTÃO DEMOCRÁTICA ENTRE O DITO E O POSSÍVEL http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/118 <p>O presente trabalho surge como uma investigação bibliográfica e de pesquisa de campo, com o objetivo de analisar a relação entre os princípios da gestão democrática para o ensino público e sua aplicabilidade no ambiente escolar. Neste trabalho buscou-se refletir como se dá a implementação e participação dos atores que compõe a gestão democrática na Escola Estadual Educandário Oliveira Brito, na cidade de Euclides da Cunha – BA. O método, baseado na análise de conteúdo, procurou construir uma amostra a partir da aplicação de questionários dos sujeitos envolvidos no cotidiano escolar: estudantes, professores, funcionários e gestores. A análise dos dados demonstrou que os gestores conhecem e buscam aplicar os princípios da gestão democrática, ressentindo-se apenas da dificuldade de aproximação entre família e escola. Quanto aos professores, estudantes e funcionários percebemos que reconhecem e apoiam as medidas implementadas pela gestão, mas demonstram falta de diálogo e interação com as outras categorias. A investigação deixou em evidência também uma falha no processo de comunicação entre os pares que compõe o corpo da gestão escolar. Como resultado, e, à luz do referencial teórico analisado, pretende-se contribuir com reflexões acerca dos problemas de aplicação que o modelo de gestão democrática tem encontrado para se constituir de forma plena, sendo que seu êxito implicará no exercício da democracia, autonomia e participação dos atores educacionais em prol de uma educação equitativa e de qualidade.</p> Fagner Costa e Silva ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-07 2018-08-07 8 15 Edição Especial II - ANAIS do I SIEaDVASF (Parte I) http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/114 Comissão I SIEaDVASF ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-07 2018-08-07 8 15 Edição Especial II - ANAIS do I SIEaDVASF (Parte II) http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/115 Comissão I SIEaDVASF ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-07 2018-08-07 8 15 SABERES DE ESTUDANTES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DOS MUNICÍPIOS DE JUAZEIRO E ABARÉ SOBRE EDUCAÇÃO SEXUAL http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/116 <p>O objetivo desse estudo foi identificar os saberes trazidos por estudantes da rede pública de ensino das cidades de Juazeiro e Abaré (Estado da Bahia) sobre o tema educação sexual a fim de promover um levantamento diagnóstico dos conhecimentos adquiridos por jovens nessa temática em particular, especialmente nos âmbitos familiar e escolar. Um total de 111 estudantes do ensino fundamental foi submetido à aplicação de questionários de autorrelatos, contendo questões abordando essa temática. Os dados obtidos nesses questionários demonstraram que os adolescentes possuem conhecimento ainda limitado sobre métodos contraceptivos, sendo o preservativo masculino o mais citado pelos estudantes. A maior parte dos estudantes destacou receber orientação sexual nos âmbitos familiar e escolar. Entretanto, as conversas particulares com grupos de amigos constituíram a principal fonte de busca de informações e atualizações procuradas pelos estudantes nos temas em questão. No que tange aos impactos de uma gravidez precoce e indesejada, os estudantes apontaram a interrupção dos estudos, mudanças drásticas da vida e perda das facilidades como principais consequências sobre a vida de um adolescente. Dessa forma, a criação de espaços de debates e reflexões envolvendo família e escola deve ser uma prioridade para sanar potenciais carências e limitações de informações sobre educação sexual, visando à construção de uma resposta social com vistas à superação das relações de vulnerabilidade a questões envolvendo orientação sexual e suas implicações entre jovens estudantes.</p> Claudia Simone Souza da Silva Rodrigues Eliane Matos Martins da Silva Eusa dos Santos Pereira de Souza Noedi Souza de Carvalho Ferreira Jane Eyre Gabriel ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-07 2018-08-07 8 15 Urbanografia e teoria ator-rede http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/117 <p>A urbanografia comporta artifícios expressivos de arte e comunicação que transformam as cidades em verdadeiras galerias públicas. Ela pode ser potencializada com a utilização de processos infocomunicacionais que contribuam para o enfraquecimento das dinâmicas de invisibilidade e para o apoio ao letramento contextualizado. A proposta desse artigo, que se insere em uma pesquisa maior sobre urbanografia a partir da Teoria Ator-Rede (TAR), é discutir, particularmente, o campo da controvérsia. Esse aspecto pode ser interessante para pensar as oscilações da arte urbana antes da sua estabilização enquanto actante de novos desdobramentos.</p> Cecilio Ricardo de Carvalho Bastos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-07 2018-08-07 8 15 CONFISSÕES DE ADOLESCENTES http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/111 <p>A mais recente modificação realizada na educação brasileira foi a Reforma do Ensino Médio, que é apontada por muitos pesquisadores como autoritária e um retrocesso para o sistema educacional do país (FRIGOTTO, 2016; KRAWCZYK, 2017). Considerando o impacto da Reforma na estrutura educacional do Brasil, entende-se relevante compreender o que os principais sujeitos desses processos, os estudantes, pensam acerca de tais mudanças. Para isso, nesta pesquisa qualitativa e exploratória, participaram 22 estudantes do Ensino Médio de duas instituições: uma escola pública, com ensino condizente com os parâmetros curriculares nacionais, em Curitiba (PR), e uma escola pública que faz parte do Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI), em Joinville (SC). Os dados foram coletados utilizando-se da estratégia de grupo focal. Observou-se que a maioria dos estudantes concorda parcialmente com a Reforma e demostra preocupação quanto à estrutura das escolas e à formação dos professores frente a esses novos desafios. Por fim, foi possível constatar que essa Reforma poderá prejudicar a formação integral dos estudantes.</p> Natalia Manchenho Portilio Mariana Datria Schulze ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-08-05 2018-08-05 8 15 A TRAJETÓRIA FORMATIVA DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR E A CONSTRUÇÃO DOS SABERES DOCENTE http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/103 <p>Existem muitas práticas de ensino em voga, mas, ao discutirmos as questões que envolvem as metodologias adotadas pelos professores, torna-se necessária a apresentação de alguns pontos importantes, que correspondem à vida profissional deles, justificando algumas escolhas metodológicas no desenvolvimento diário do trabalho. Sendo assim, esta investigação teve como objetivo reconhecer os fatos significativos da trajetória formativa de professores do ensino superior que auxiliaram na construção de seus saberes docentes. A pesquisa é qualitativa do tipo estudo de caso e utilizou a entrevista semiestruturada, assim como a análise de conteúdo para a coleta e exploração das informações. Participaram do estudo seis (06) professores efetivos do Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Santa Maria (CEFD/UFSM). Constatou-se que mesmo com opiniões diferenciadas sobre os momentos mais importantes na construção de seus saberes, foi possível perceber três dimensões (trabalho em grupo de estudo, gosto pela profissão e constante busca pelo conhecimento), proporcionando o compartilhamento de diferentes saberes em seus respectivos grupos de pesquisa, como também a mudança de concepção de ensino e prática da Educação Física durante a pós-graduação.</p> Clairton Balbueno Contreira Hugo Noberto Krug ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-19 2018-07-19 8 15 EXPERIENCIAS INSTITUCIONALES EN TORNO A LA DIVERSIDAD. EL CASO DE ESTUDIANTES DE PROFESORADO EN EDUCACIÓN PRIMARIA DE LA PROVINCIA SALTA, ARGENTINA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/102 <p>En las últimas décadas Argentina ha considerado central a las políticas educativas, la educación en general y la formación docente en particular son objeto de constantes debates, evaluaciones y modificaciones tendientes a la mejora. Entre otros avances y conquistas significativas se destaca la inclusión de colectivos sociales históricamente excluidos de la educación superior. En formación docente la atención a la diversidad cultural se instala como un nuevo paradigma rompiendo una histórica tradición que tendió a la homogenización cultural. De acuerdo a las últimas legislaciones todas las modalidades y carreras de profesorados tienen el desafío de atender y formar <em>en</em> y <em>para</em> el respeto por la diversidad cultural. Con la intención de conocer el sentido que estas orientaciones toman en contextos específicos, en este caso en Salta, provincia del norte de Argentina, se indagó sobre las particularidades que asume la formación docente frente a la diversidad cultural en contextos urbanos. Desde un enfoque cualitativo, y con la participación de estudiantes avanzados se reconocen las características que asume el tratamiento de la diversidad desde sus propias experiencias formativas en el profesorado. En este artículo se recuperan los resultados de la aplicación de un cuestionario a cincuenta y dos participantes. Así mismo se problematizan los componentes que conformaron estas construcciones subjetivas acerca de las funciones y rol de la formación docente según los lineamientos pasados y presentes de la política educativa.</p> Lorena Elizabet Sanchez ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-19 2018-07-19 8 15 Edição Completa http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/100 Edição Completa ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-19 2018-07-19 8 15 COTIDIANO, MEMÓRIA E FAMÍLIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/98 <p>O grande desafio metodológico dos professores de História na atualidade é buscar novos objetos de análises, valorizar novos atores históricos e elencar temáticas que despertem a curiosidade pelo aprendizado do saber histórico em nossos jovens estudantes. Para isso, é fundamental a pesquisa constante por novos métodos e temáticas para o ensino de História. A inserção de novos objetos permite ao professor ir além dos temas tradicionais, criando significações para o aprendizado dos seus alunos. Nosso objetivo através desse artigo é demonstrar ações que possam aproximar o saber histórico elaborado em sala de aula com as experiências de vida dos educandos, para tanto, desenvolvemos uma proposta de trabalho que aborda o eixo temático cotidiano, memória e família numa perspectiva de análise comparativa entre passado e presente e as mudanças e permanências nas práticas humanas ao longo desses tempos distintos. Através do referido eixo temático, pretende-se que os estudantes compreendam que todos somos atores históricos e nossas ações contribuem para a formação de uma identidade coletiva e de uma sociedade consciente e crítica.</p> Alethéia Paula Lapas Prado Renata Aparecida da Silva ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-17 2018-07-17 8 15 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/97 <p>Este estudo teve como objetivo refletir sobre a Educação a Distância (EaD) no âmbito das transformações ocorridas no cenário mundial no que tange aos fatores social, econômico e psicológico, ressaltando os aspectos concernentes a construção da subjetividade dos envolvidos no processo educativo dessa modalidade no contexto das Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC’s). Na busca para compreender as transformações no contexto educacional, principalmente na EaD, foi reralizado, para tal objetivo, uma leitura sobre a temática, desde sua eclosão e expansão mediada pelas TIC´s a partir da década de 1980 até os dias atuais e observações feitas por meio de relato de experiência docente durante quatro anos como professor tutor desta modalidade de ensino como recurso metodológico para delinear quais as suas imbricações e influências que marcam o surgimento de novos paradigmas da construção subjetiva no processo de ensino-aprendizagem e suas peculiaridades no desenvolvimento dos vínculos que sustentam a relação entre seus participantes, como mais uma forma de um modelo de construção subjetiva presente na EaD, seja no espaço presencial e virtual de forma síncrona ou assíncrona. Sendo esta uma possibilidade de um paradigma na formação da subjetividade humana contemporânea.</p> José Walter Rego Resende Heleno Pereira Nunes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-17 2018-07-17 8 15 O NOVO ESTADO BRASILEIRO E AS POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O ENSINO MÉDIO http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/96 <p>O surgimento e consolidação do Estado Regulador no Brasil tem sua gênese nos discursos acerca das necessidades de industrialização foi inaugurado por Vargas e tem caráter autoritário e centralizador. Hoje, passamos de um Estado Predatório para um Estado em reconstrução, mais democrático e com uma sociedade civil forte e articulada, em que há participação ativa na construção das políticas públicas, através de conferências e seminários. No âmbito das políticas públicas educacionais, o Ensino Médio sempre se constituiu no nível de maior complexidade de estruturação de políticas públicas. Neste trabalho, buscamos refletir acerca do Projeto de Lei n° 6.840/2013 formulado e proposto pela Comissão Especial destinada a promover Estudos e proposições para a Reformulação do Ensino Médio – CEENSI – que visa alterar a LDB 9.394/96 no intuito de instituir a jornada em tempo integral e a reorganização do currículo em áreas do conhecimento, apresentando-se como uma alternativa para a implementação de políticas educacionais para o Ensino Médio de forma mais urgente e perdurável.</p> Anny Karine Matias Novaes Machado ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-17 2018-07-17 8 15 A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NA ESCOLA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/95 <p>Com o objetivo de ressaltar a importância da participação da comunidade na unidade educacional, enquanto um dos dispositivos que contribui com a democracia na educação, o texto apresenta, em seu início, uma discussão que envolve o significado da educação democrática em diferentes períodos históricos do Brasil, apontando os avanços obtidos a partir do que foi disposto sobre o tema nas normas legais. Após, é debatida a participação da comunidade na gestão escolar, tendo como base referencial uma discussão que envolve diferentes tipos e níveis da participação. Na sequência, é colocado em pauta o sentido da participação, ou seja, o que a motiva, buscando-se encerrar provisoriamente o texto com fundamentos que demonstrem a necessidade da comunidade escolar conquistar outros espaços e níveis de participação.</p> Nilson Robson Guedes Silva ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-17 2018-07-17 8 15 APLICABILIDADE DA NORMA REGULAMENTADORA 32 POR PROFISSIONAIS DA SAÚDE NO CONTROLE DE ACIDENTES BIOLÓGICOS http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/94 <p>Revisão integrativa que teve por objetivo principal identificar as evidências existentes em literaturas publicadas entre 2010 a 2014 sobre a adoção da NR 32 como medida de vigilância adotada por profissionais da saúde. O levantamento bibliográfico abrangeu publicações nacionais, sendo a amostra do estudo composta por onze artigos. Os resultados apontaram para a capacitação como principal medida para a diminuição de exposição a riscos biológicos, tendo como agravos significativos a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA) Hepatite B e Hepatite C. No que diz respeito aos motivos de não adesão às medidas contidas na NR 32, constatou-se que, mesmo disponibilizados pela instituição empregadora, os profissionais da saúde deixam de utilizar os equipamentos de proteção individual (EPI) por negligência. Portanto, conclui-se que os profissionais da saúde estão mais expostos a riscos biológicos por estarem em maior número e exposição contínua a situações de risco, necessitando de capacitações para minimizar esses riscos.</p> Mônica Kallyne Portela Soares Sônia Lorena Soeiro Argôllo Fernandes Vanessa Raquel Pinto de Barros ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-17 2018-07-17 8 15 DOS PROFESSORES DA EDUCAÇÃO SUPERIOR TECNOLÓGICA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/93 <p>Este texto tem por objetivo apresentar resultados de uma pesquisa que investigou e mapeou a formação e os saberes docentes dos professores de uma faculdade de tecnologia. Para alcançar nosso intuito, trabalhamos com a pesquisa de levantamento<em>(Survey)</em>. Os resultados apontampara a distância estabelecida entre os profissionais docentes e as especificidades do cotidiano educativo da Educação Superior Tecnológica, condição que também dificulta que se estabeleça uma identificação com a modalidade e uma reflexão crítica sobre seus saberes, práticas e cultura.</p> Aldo Pontes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-17 2018-07-17 8 15 A FORMAÇÃO ÉTICA PROFISSIONAL DO PEDAGOGO NO ESPAÇO HOSPITALAR http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/92 <p>O artigo é parte dos resultados das discussões e estudos realizados a partir do projeto de extensão “Pedagogia Hospitalar: profissionalização do pedagogo em espaço não escolar”<strong>, </strong>vinculado ao Grupo de Estudos e Pesquisas em Planejamento do Processo Ensino- aprendizagem (GEPPE), da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Departamento de Educação, <em>Campus </em>Pau dos Ferros. Objetiva subsidiar reflexões acerca da construção da formação ética profissional do pedagogo no espaço não escolar, mais especificamente, o ambiente hospitalar. A metodologia adotada é de cunho qualitativo, assentada na revisão bibliográfica e documental. Foi organizado em dois tópicos: a) Discussão sobre a origem e contexto de formação da Pedagogia Hospitalar; b) A formação ética profissional do pedagogo no espaço hospitalar. Tem como referencial teórico básico sobre a Pedagogia Hospitalar, sua origem e contexto: Esteves (2008); Fonseca (2008) e Matos; Mugiatti (2006). No que diz respeito as discussões acerca da dimensão ética: Freire (1996, 2002), Rios (2001), Severino (2011) e Costa (2008), que abordam a importância do cultivo de uma conduta resiliente na educação. Constitui-se numa pesquisa relevante por desvendar que a ética é dimensão imprescindível para a formação inicial do pedagogo e componente curricular indispensável ao profissional da educação que trabalhará nos hospitais. O artigo soma especial contributo no campo da construção da identidade profissional do pedagogo, cujo labor docente se estende hoje aos espaços não escolares.</p> Sheyla Maria Fontenele Macedo Iandra Fernandes Pereira Caldas Francicleide Cesário de Oliveira Fontes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-17 2018-07-17 8 15 NEGROS NO BRASIL http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/91 <p>Este ensaio visa fazer um breve balanço sobre o legado da África e seus descendentes no Brasil a partir de um trabalho de seis anos como professor das disciplinas História do Brasil Escravista e História do Brasil Contemporâneo, como professor-pesquisador do Observatório de Estudos em Educação, Trabalho e Cultura (ETC) da Universidade Federal do Vale do São Francisco - Univasf (em particular na organização e realização do <em>Mês das Consciências Negras na Univasf</em>), bem como na livre interpretação – com todos os alcances destas obras, e riscos dos meus limites – de uma série de autoras e autores, com destaque para Kabengele Munanga (2009), Petrônio Domingues (2007, 2006), Abdias Nascimento (2006), Alberto Costa e Silva (2008, 2006), Luiz Felipe de Alencastro (2000), Sidney Chalhoub (1990), Lilia Schwarcz (1996, 1993), Marina de Mello e Souza (2007), João José Reis (2003) e Marcelo Paixão (2006).</p> Nilton de Almeida Araújo ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-07-17 2018-07-17 8 15 AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DE UM PROGRAMA EDUCATIVO-PREVENTIVO EM SAÚDE BUCAL APLICADO EM ESCOLARES DE PETROLINA (PE) http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/81 <p>Os hábitos de higiene oral são primordiais para a prevenção da cárie dentária, sendo o ambiente escolar local adequado para o desenvolvimento desses costumes. O presente estudo teve como objetivo avaliar a efetividade de um programa educativo-preventivo em saúde bucal, direcionado a 144 escolares, de 6 a 14 anos, discentes de uma escola pública de Petrolina (PE). Foi realizada a avaliação da experiência de cárie dos alunos, através dos índices CPO-D (dentição permanente) e ceo-d (dentição decídua), como também a mensuração do índice de Higiene Oral Simplificado (IHOS) dos discentes, antes e depois da realização do método educativo. Após coletados, os dados foram tabulados e trabalhados pela estatística descritiva, assim como realizado o teste T de Student para associação das variáveis numéricas antes e após a intervenção. O CPO-D médio encontrado foi de 0,76, considerado baixo; e o ceo-d médio foi de 2,19, classificado como muito baixo, segundo a OMS. Os alunos apresentaram elevada experiência de cárie e necessidade eminente de tratamento odontológico. Na primeira avaliação, o IHOS médio dos alunos foi de 1,94, considerado ruim. Após o programa, o IHOS médio foi de 1,11, considerado regular, havendo redução de 42,45% desse índice. Os resultados demonstram que programas educativo-preventivos, propostos em ambiente escolar, que promovam a escovação supervisionada diária, são efetivos na melhora dos hábitos de higiene bucal dos alunos, podendo contribuir na redução do risco de desenvolver a cárie dentária.</p> Larissa Lorena de Carvalho Lustosa Marcelo Domingues de Faria, Dr Patrícia Shirley Alves de Sousa Dennis Marinho Oliveira Ramalho de Souza, Me ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-06-21 2018-06-21 8 15 Editorial http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/77 Editorial Editorial ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-06-14 2018-06-14 8 15 Expediente http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/76 Expediente Expediente ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-06-14 2018-06-14 8 15 RESENHA DA OBRA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/74 Renata Augusta Bollis ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-06-14 2018-06-14 8 15 ESPAÇO DIALÓGICO SOBRE SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/73 <p><span style="font-weight: 400;">Tendo em vista a necessidade de se abordar a sexualidade na adolescência em sala de aula e as dificuldades com as quais os docentes possam se deparar com esse tema em sua prática, o presente estudo buscou discutir as relações entre educador, aluno e sexualidade, sob o enfoque da dialogicidade com o professor. Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, do tipo relato de experiência, com ferramenta metodológica baseada na pesquisa-ação, e como enfoque teórico, a metodologia da problematização. Realizado em Juazeiro, Bahia, no Colégio Estadual Misael Aguilar Silva, na qual, desenvolveu-se uma oficina crítico-emancipatória com os educadores, em uma lógica de intervenção no </span><em><span style="font-weight: 400;">lócus</span></em><span style="font-weight: 400;">, estruturada como contribuição à mudança social em produzir informações reflexivas</span><span style="font-weight: 400;">. </span><span style="font-weight: 400;">Durante a oficina ficou evidente a transformação de valores ao longo dos anos no tocante à sexualidade na adolescência. A existência de estratégias como o Programa Saúde na Escola (PSE), assim como, os educadores e a própria escola, demonstraram ter um importante potencial de transformação. Porém, para além disso, existe a necessidade de articulação e corresponsabilização de todos os atores envolvidos no processo de cuidado e educação dos adolescentes, para que as informações no campo da saúde sexual e reprodutiva promovam sujeitos autônomos, responsáveis e conscientes do exercício de sua sexualidade, através da adequada orientação.</span></p> Michelangela Pinto Vieira Mônica Cecília Pimentel de Melo Ana Karla da Silva Freire Nayara Mendes Cruz Vitória Silva Coêlho Deolindo de Sousa Ribamar Gustavo Elias da Silva Félix Alexandre Antunes Soares Mateus Mattiuzi da Costa ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-06-14 2018-06-14 8 15 O DESENHO UNIVERSAL PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA INCLUSIVA http://periodicos.univasf.edu.br/index.php/revasf/article/view/72 Marcelo Bergamini Campos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2018-06-14 2018-06-14 8 15